Tags

, , , , , , , , , , , , , ,

Kagirinaku hirogaru masshiro na ashita ni nani wo egaku
Genjitsu ga someyuku makura na ashita ni nani wo egaku
Mogaki kagayaku
SHiNNOSUKE do ROOKiEZ is PUNK’D
O que desenhar nesse amanhã que se estende infinitamente em branco?
O que desenhar nesse amanhã que a realidade vai tingindo de preto?
Lutar e Brilhar (Tradução livre)
Não poderia começar esse post com outras palavras que não estas e o título também não poderia ser diferente. Se eu achava que nada poderia ser tão maravilhoso ou empolgante como o show da Koda Kumi, é porque eu mal podia imaginar o que eu viveria nesse final de semana. Mas primeiro, vamos voltar na semana passada, quando tudo começou.
DSCF2784
No sábado passado eu já estava determinado a colocar meu pijama e ir pra cama, até que o Janic, meu amigo alemão que já mencionei num dos primeiros posts me chama pra jantar no Sukiya e talvez dar uma volta depois. A fome e preguiça de cozinhar, somada à imagem do Gyudon com cebolinha e maionese me convenceram a ir. Apesar da minha falta de vontade sair, acabei me divertindo bastante batendo um papo com ele e no fim decidimos ir pro centro da cidade pra jogar num “fliperama” enquanto nossos amigos iam pra balada. No fim das contas os fliperamas começaram a fechar quando nós chegamos e acabamos ficando dando voltas em busca de um aberto, o único que achamos era bem pequeno e os jogos eram meio velhos, acabamos jogando só dois jogos de música e voltamos a vagar pelo centro de Kyoto conversando assuntos mil. A questão é que assim como eu ele gosta bastante de música japonesa (no caso dele mais o rock) e ficamos fazendo planos de ir assistir shows. Eu recentemente andava muito viciado em ROOKiEZ is PUNK’D e foi uma das bandas cotadas para vermos o show. E qual minha surpresa quando chego em casa, pesquiso na internet e descubro que o Rookiez iria fazer um show em Osaka na semana seguinte (por um preço muuuuuuuuuito baixo e ainda com várias outras bandas)? Decidimos de cara ir nesse show. Ainda nessa semana a Lídia Harue (minha amiga querida da USP que veio para o Japão para um curso de férias com tudo pago pela Universidade), me disse que estaria livre no domingo, e o show era justamente no sábado… aí eu pensei: “Por que não ir pro show no sábado, pernoitar em Osaka no domingo e encontrar com a Lídia?? Seria um fim de semana perfeito!”. E assim uma semana se passou, chegando na data que motivou esse post.
DSCF2750No sábado fiquei o dia todo confirmando a localização do show e procurando locais para passar a noite. Chegando em Osaka já ficamos empolgados com a agitação de metrópole do lugar e com as luzes maravilhosas da região central da cidade. Mas sem mais delongas, vamos falar do show. Ele aconteceu numa casa de shows muuuuuuuuuuito pequena. E quando eu digo muuuuuuuuuuito pequena eu quero dizer que não deveria comportar nem 200 pessoas no local. O evento da noite era o ínicio da primeira turnê da banda YOUR LAST DIARY, e aparentemente o Rookiez estava lá para prestigiar e dar uma força pra essa banda. Bem, diversas bandas passaram pelo palco, a maioria (ou talvez todas) indie e pouquíssimo conhecida. Em geral muito boas por sinal, com exceção da 4ª banda a se apresentar, que além de abusar dos playbacks, tinha uma postura de palco muito estrelinha para uma banda desconhecida e um vocalista péssimo, tanto em técnica vocal quanto em presença de palco. O local estava bastante vazio e era tão tranquilo dava pra ficar encostado no palco a qualquer momento. Quando o número de bandas que ainda faltavam tocar chegou a dois, sendo uma o Rookiez e a outra a “estrela da noite” eu comecei a ficar empolgado e já grudei no palco, esperando que eles tocassem In My World e Complication (para os otakus de plantão que ainda não ligaram os pontos, são as aberturas de Ao no Exorcist e Durarara!! respectivamente). Então as luzes se apagam, a cortina se abre e os membros sobem um a um no palco, me enquanto me perguntava porque tinham quatro membros no palco, sendo que a banda é composta de apenas 3 e não conseguindo confirmar pelos rostos (no escuro) se era mesmo o Rookiez fiquei tenso. Eis que eles começam a tocar, e não poderiam abrir o show com música melhor que IN MY WORLD!
Unmei nante kuso kura e
Yarikirenakute cry for pride
Ah, ah, ah, alone In My World
Hibiku ai no uta
Yuganda sekai magatta negai
Kuzuresatte iku risou to ashita
Haite suteru hodo ni taikutsudatta
Goodbye precious life
SHiNNOSUKE do ROOKiEZ is PUNK’D
Que se dane essa merda de destino
Eu não suporto e choro de orgulho
Ah, ah, ah, sozinho no meu mundo
A canção de amor que ecoa
O mundo deturpado, desejos retorcidos,
O amanhã e os ideais que vão desmoronando
Era tédio saindo pelo ladrão
Adeus, vida preciosa
E foi com essa surpresa maravilhosa que começou um dos momentos mais inesquecíveis da minha vida. Após In My World eles tocaram Evil messenger, eggmate of the year, e provavelmente mais alguma música que eu não lembro agora. Como esperado o show seria curto e eles anunciaram que tocariam a última música. Eis que o SHiNNOSUKE começa a fazer um discurso muito foda sobre os altos e baixos da vida, sobre não desistir e termina dizendo “A música que vamos cantar agora foi escrito quando eu tava num desses momentos ruins, COMPLICATION.” Oh mundo eu não podia ser mais feliz. Como última música ser ainda uma das minhas favoritas, obviamente eu pirei total. Cantei a música loucamente chacoalhei a cabeça e joguei os braços (XD), mas o melhor momento foi no último refrão, quando eu tava no auge da minha empolgação depois do baixista já ter dado um sorriso pra mim vendo minha animação, foi então que o SHiNNOSUKE, o vocalista olhou pra mim, e fez uma cara de surpresa vendo que eu tava cantando o refrão junto com ele. Aí com o sorriso dele que eu pirei mais ainda. É incrível como duas pessoas nascidas nos lados opostos do mundo podem ser comunicar através da música. Terminou o show e eu estava até tremendo eufórico. Aí assistimos o show do YOUR LAST STORY cuja vocalista era estonteantemente linda apesar de ter soado um pouco ruim (mas eu acredito que era devido ao equipamento precário do estabelecimento). Na hora de ir embora eu quase caio pra trás ao abrir a porta que dava para a parte onde ficava o bar e as banquinhas com os goods das bandas. Isso porque o SHiNNOSUKE em pessoa estava sentado lá, na minha frente vendendo o álbum e os demais produtos da banda. Quando eu consegui voltar a respirar continuei indo em direção a porta, com medo de olhar pra ele e acabar tietando a banda. DSCF2760Mas no meio do caminho o baterista parou eu e o Janic pra falar para darmos uma olhada nos goods, não podendo recusar um convite desse eu virei e dei de cara com o SHiNNOSUKE olhando pra mim e falando “Eu vi você cantando, então você curte Complication?” AH MEU DEUS!! O VOCALISTA DE UMA DAS MINHAS BANDAS PREDILETAS ESTÁ FALANDO COMIGO!! *-* ISSO É UM SONHO?! Não era um sonho. Tentando agir normalmente disse que amava a música, mas que In My World era minha predileta, ele agradeceu. O baterista então perguntou se gostávamos de animê ao que respondi que Durarara!! era meu favorito. Depois de parabenizar pelo show, trocamos um aperto de mão, uma reverência e eu parti, tremendo de felicidade. Eu só espero que naqueles dois minutos eu tenha conseguido transmitir pra eles um pouco do meu respeito pela banda e que eles tenham ficado felizes de saber que um estrangeiro gosta tanto assim deles.
DSCF2763Depois disso acho que não tenho nada mais interessante pra falar. Mas ok, vou tentar prosseguir e contar sobre o resto da noite em Osaka, que também foi incrível. Eu e o Janic resolvemos andar pelo centro da cidade procurando comida e depois um lugar pra passar a noite. Mas não pudemos deixar de nos maravilhar com o quão impressionante é Shinsaibashi e Nanba. A vida noturna é incrível, muitas lojas para ver, todo tipo de comida que você pode imaginar. O saldo da noite foram uma porção de 30 Gyoza que compartilhamos e ainda comprei um álbum da Sowelu por inacreditáveis 2 reais. Foram inúmeras as coisas divertidas e engraçadas que passamos por lá, como ver as garotas de programa abordando os caras… ser abordado pelas garotas de programa… ignorar as garotas de programa…  ver os diversos prédios iluminados, cartazes gigantes etc. Ficamos algumas horas andando nas redondezas examinando os preços dos Manga Cafe, que são como Cyber Cafes, mas além do pc e internet você tem uma infinidade de mangás para ler, além de serviços como salinhas fechadas, chuveiro e refris, cafés, achocolatados e sorvetes de graça. DSCF2792Depois de entrar em vários desses locais e ver os preços, acabamos indo pro local que era minha primeira opção quando pesquisei na internet. Arranjamos um cubículo cuja largura era mais que suficiente para duas pessoas e uma mochila dormirem, mas a extensão só permitia pernas dobradas. Com tanto mangá, internet, bebidas e sorvete a disposição era quase um desperdício dormir, mas já eram 4 da manhã (a gente tinha pago para ficar apenas 5 horas – cerca de 20 reais) e no dia seguinte eu iria passar o dia todo passeando, então eu precisava de algumas horinhas de sono. Eu adorei o local, o preço é bem baixo mesmo comparado com outros locais baratos para pernoitar (como hotéis capsula), então definitivamente vou dormir em locais assim quando for para Tokyo.
DSCF2788
Depois de 4 horas de sono fui encontrar a Lídia. Ahhh como foi bom dar um abraço apertado nessa amiga de quem eu sentia tanta falta. Nós passamos o dia todo andando pra lá e pra cá… primeiro caminhamos de Nanba até Nipponbashi, onde eu finalmente comprei meu lindo e vermelho Nintendo 3DS, entramos em muitas lojas de animês que me levaram mais alguns yens, mas encontrei coisas muito boas. Depois de uma manhã de muito colocar a fofoca em dia bate-papo voltamos para Nanba –no caminho acabei achando uma loja dos sonhos, com diversas camisetas de animê e outros produtos relacionados (produtos diferentes do que se vê nas lojas comuns de animê aqui do Japão-) a procura de um local para almoçar (e aproveitamos para olhar lojas de Omiyage e tirar fotos), sem conseguirmos nos decidir acabamos pegando o metrô para Umeda para ver as opções de lá. Mais algumas horas de caminhada, e a fome foi tanta que depois de rejeitar alguns lugares caros resolvemos que iríamos parar pra comer no primeiro local com preço bom que achássemos. Acabamos indo num Izakaya que apesar do ambiente esquisito e da minha comida ter demorado muito, foi bem gostoso e deu pra aproveitarmos bem.DSCF2797 Depois mais andança (foi quando eu achei finalmente a paradisíaca Jump Shop) e sobremesa, e então sentamos para aproveitar as últimas horinhas jogando conversa fora. Ela então voltou pro Instituto e eu resolvi dar uma passadinha no Pokemon Center, já que eu estava por lá mesmo. Lembrando que no Pokémon Center sempre tem distribuição de Pokémon, resolvi sacar meu novíssimo 3DS no caminho, e iniciar o jogo, para que pudesse tentar pegar o Pokémon do momento. E eu peguei (Gettodaze!). Mas como toda criança que vai no Poké Center com os pais para pegar seu pokémon no DS, mas acaba vendo os produtos (bonecos, bichos de pelúcia entre centenas de artigos) eu saí de lá com uma singela sacolinha de comprar. Depois de tanto andar resolvi ir pra casa, feliz.
DSCF2789
Como vocês puderam ver pela minha empolgação, foi um final de semana maravilhoso. O Live do ROOKiEZ ficará pra sempre marcado na minha memória como uma das mais incríveis experiências que já passei, e é um tapa na cara da sociedade das pessoas que ficam vendo meus posts e falando “Nossa, ele tá no Japão e ao invés de ir se aventurar ele só fica em casa na internet, lendo mangá e jogando videogame”, fiquem sabendo que eu estou vivendo SIM muitas histórias pra contar. Quando cheguei em casa e fui tomar banho, e finalmente parei pra refletir sobre tudo o que aconteceu, lembrei do quão grato eu sou pelas pessoas que me deram força para seguir os meus sonhos, que me ajudar a vir para cá. Mas também me lembrei o quanto eu sou grato a mim mesmo, por ter sonhado e ter voltado a minha vida para realizar meus sonhos. Eu conheço muitos “otakus” que DSCF2794dizem que o sonho deles é vir para o Japão e tudo mais, mas não mexem um dedo para realizar esse sonho, porque eles mesmo limitam suas ações para ter um futuro estável. Também tem muita gente que fala que eu sou sortudo por ter consegui vir para cá e tudo mais. Mas aqui vai uma dica: Não foi o “destino” que me escolheu, fui eu quem escolheu o meu destino. Então se você tem um sonho, por mais absurdo que seja, lute por isso, se esforce e sacrifique algumas coisas para alcançá-lo. Afinal, é a lei da alquimia “Para conseguir algo, você deve dar em troca algo de valor equivalente”.
Asu owari kamo shirenai jinsei ni are you satisfied
Nanto naku de ikiteru wake ja nee
SHiNNOSUKE do ROOKiEZ is PUNK’D
Você está satisfeito com a sua vida que pode acabar amanhã?
Não se deve viver sem nenhum propósito

DSCF2771

Anúncios